Penso no melhor, mas estou preparado para o pior

Penso no melhor mas estou preparado para o pior. Esta é minha filosofia e de todo o empreendedor, força, estou aqui para contribuir.

Este texto tem conteúdo sensível, leia com atenção

O momento é grave e é preciso tratar o assunto com seriedade e responsabilidade

Eu sou Rui Mendes e há mais de 30 anos sou consultor de negócios, especializado na área de beleza e me senti no dever de escrever esta mensagem a todos.

Afinal é hora de cuidarmos  uns aos outros, somos vizinhos num mesmo planeta.

Estamos vivendo em tempos de exceção e não pense que tudo voltará ao normal assim que terminar o isolamento social. Não vai.

O Mundo não será mais o mesmo quando sairmos de casa,

Você não será mais o mesmo, seus amigos estarão diferentes, sua empresa, seus clientes e fornecedores também.

Estamos lidando com o desconhecido. Tenho visto muitos grupos de discussão, lives, focando em marketing de vendas, impostos, ajuda do governo etc.

Mas sinceramente não se pode prever como estará o mundo quando sairmos de casa.

Vejo poucos se dedicando ao que você pode fazer por si mesmo. Ao que depende EXCLUSIVAMENTE de você.

E não se esquecer do outro, afinal não é só você que esta com medo e/ou apreensivo, quem disser que não está, não é corajoso, é mentiroso.

A PRÁTICA DO DIA A DIA – O QUE POSSO FAZER AGORA ?

Você tem um Plano ? Eu tenho !

Vou te passar agora o que precisa ser feito e sem você me pagar nada por isso.

O QUE VOCÊ FARÁ AGORA DEFINIRÁ O SEU FUTURO E DA SUA FAMÍLIA

Diante de uma das maiores crises que o Mundo já viu, nem eu nem ninguém sabe o real tamanho desta crise e o tempo de recuperação. Sabemos que ela é real e haverá uma recessão global.

 

 

Agora se você já sabe o que fazer e tem todas as respostas, parabéns pode parar por aqui.

Desejo-lhe sorte.

Opa! continuamos, vamos lá…

Proteja sua família, cuide dela, tome as precauções necessárias para a proteção de todos. Se tiver que sair faça-o com responsabilidade, por si e pelos outros.

TML = telemóvel – celular

 

Eu estou em casa, com a minha família e trabalhando intensamente em Home office, agrupando e estudando as melhores informações para lhe ajudar a sair da crise.

E escrevendo este artigo para contribuir com travessia nesta tempestade perfeita.

Proteger sua empresa é proteger sua família, seus clientes e colaboradores.

 

 

Monte sua sala de guerra

Prioridade I – Preservar o caixa – Sua meta agora é sobreviver

Verifique as contas que você pode diminuir ou excluir por sua exclusiva decisão.
Verifique as contas que você pode diminuir ou excluir mas depende de negociação com terceiros.
Verifique as contas que você não pode diminuir ou excluir e são inerentes ou indispensáveis ao negócio.
Mantenha-se informado com fontes confiáveis sobre a legislação que muda todo o dia. Contador e advogado são bem vindos na sala de guerra.

Faça um teste de STRESS na empresa – Você e seu negócio têm fôlego para continuar.

1 – Verifique as contas que você pode diminuir ou excluir por exclusiva decisão sua

Planos de telefonia, Tv a cabo, Internet, prestadores de serviço, o que pode ser diminuído sem inviabilizar a operação, diminua ou corte para ontem.

Por exemplo, para salões o contrato de toalhas, você não está usando agora e quantas irá usar na retomada?

Faça um redimensionamento REALISTA da sua equipe, você vai ter que olhar para isso mais cedo ou mais tarde, logo, prepare-se.

O governo lançou o auxilio emergencial. Indique para parceiros e quem precise, seja prestativo com o próximo.

Respire fundo e faça o teste de stress, para avaliar o que vem por aí.

Diminuir a folha de pagamento, é a mais dura e solitária decisão de um empresário a qual não me atrevo a lhe dizer o que fazer, pois é muito caso a caso.

Mas posso lhe ajudar com algumas orientações e conteúdo relevante para você tomar sua decisão, afinal ela é exclusivamente sua.

Assista a este vídeo curto  do canal da Endeavor e leia o artigo “Demitir não é tarefa fácil, nem agradável” onde descrevo algumas etapas e cuidados que você deve ter para fazer isso com transparência, legalidade e lembrando de dimensionar os impactos financeiros legais e motivacionais.
Não é uma tarefa fácil, muito menos leve de se fazer.

Devo lembrá-lo que você tem pela frente muitas escolhas difíceis, essa é só uma delas, a sobrevivência da empresa é outra.

2 – Verifique as contas que você pode diminuir ou excluir mas depende de negociação com terceiros.

Aluguéis – Você terá que conversar com o seu locador, seja ele qual for pessoa física ou jurídica.

Fale desde redução nos próximos seis meses, pagamento quinzenal, entre outras ações, é negociação um a um, os shoppings já estão dando desconto e negociando os aluguéis.

Planos de telefonia, Tv a cabo, Internet, ar condicionado, toalhas, contador –  o que pode ser diminuído sem inviabilizar a operação. Retorno a este item pois você pode ter um contrato que o impede de fazer reduções por conta própria.

Por isso, negocie com a empresa e verifique se a multa vale a pena para uma eventual mudança de operadora.

Fornecedores –  comunique e já comece a negociar um prazo maior para suas duplicatas. Você precisa esticar o maior número de prazos, pelo menos 30 dias ou até depois da abertura do mercado.

Bancos públicos

Bancos, já estão concedendo prazos maiores. Neste momento os bancos públicos terão mais flexibilidade no curto prazo. Por isso sempre recomendei ter uma conta em CEF ou Banco do Brasil.

ATENÇÃO: Os bancos são fornecedores de dinheiro, NÃO são seus amigos, NÃO dê garantias que podem comprometer sua vida particular.  Sua empresa pode até quebrar você NÃO.

Contratos de serviços como consultorias como é meu caso.

Por sinal, já nos antecipamos e  já implementamos 50% de desconto a todos os serviços nos próximos 3 meses, inclusive dos clientes mensais já contratados.

E ainda a possibilidade de pagamento em até 18 meses nos serviços mais complexos, como diagnóstico de salão no qual incluímos o Teste de Stress, que contemplamos com 70% de desconto, o mais solicitado no momento, para preparação para a crise. Se precisar fale conosco.

As compras futuras também deverão passar por critérios técnicos e económicos, como falei no artigo anterior, verifique empresas nacionais com menos impacto do câmbio que possam substituir com qualidade e vantagem econômica alguns procedimentos.

3 – Verifique as que você não pode diminuir ou excluir e são inerentes ou indispensáveis ao negócio.

Os impostos e contribuições, este é onde você terá a maior dificuldade. Avalie o que pagar e como pagar.
Históricamente (falo do período da República) os governos brasileiros são bem atrapalhados a tomarem decisões, regulamentar e implementarem, vamos ver o que vem por aí.

Por isso tome suas decisões com respaldo de seu contador e/ou advogado e não por informações do WhatsApp, o contador terá que fazer valer a sua mensalidade

Estas diretrizes que aqui lhes passei são as iniciais para você se estruturar para a tomada de decisões que virão por aí.

Reafirmo, Faça o teste de STRESS

Fiz um texto extra para detalhar melhor como fazer esse teste lá tem o passo a passo para a sua planilha e o que avaliar.

Basicamente, descreva suas despesas e faturamento do último ano por mês, no caso de março expresse a realidade e abril (tende a zero) seja pessimista, por razões obvias e avalie como o seu negócio se comporta com uma queda no faturamento, de 30% – 50% – 70% no ano.

Acompanhe o seu fluxo de caixa, considere pouco ou nenhum acesso a recursos externos, os bancos vão dificultar e onerar a taxa de risco, por isso pense em ter uma conta num banco público, são mais flexíveis em crises e preste muita atenção nas condições dos empréstimos.

Acompanhe a relação do seu faturamento, quando abrir, com suas previsões no teste de stress, ele lhe dará um norte para suas decisões futuras.

Acompanhe ticket médio
Relação aluguel x faturamento
Relação custos fixos x faturamento

Analise e atualize na tabela de cenários para você tomar as suas decisões

Você não está sozinho, acompanhe o que acontece no mundo,.

O andamento da crise global onde alguns países já estão saindo do pico da crise podem nos dar insights de tempo e boas práticas, assim como outros empreendedores como você.

A Itália prorrogou o isolamento social, Nova York também. Já na China, a Xiaomi notificou que as vendas internas estão perto do normal.

As primeiras nos dão um entendimento que nosso isolamento pode ser maior e a China nos demonstra que há recuperação, dependerá de como cada país, suas características e ações reage na crise sanitária e econômica.

Hora de cuidar e reter os clientes

É hora de cuidar e reter seus clientes, mantenha uma comunicação sadia e colaborativa com eles, com dicas para uma boa passagem pela quarentena, informações de moda, beleza não esqueça da saúde,.

Promoções hoje apenas por venda antecipada, você pode usar plataformas de recebimento eletrônico como o pagseguro, picpay, asaas entre outros. Lembrando que as taxas são diferentes das vendas físicas, fique atento.

Lembre-se de dar preferência a serviços rápidos e de grande margem, possivelmente haverá restrições a capacidade instalada dos estabelecimentos, pelas autoridades.

Como escrevi no artigo anterior, não será uma única ação que o salvará e sim uma ação coordenada de várias ações.

Cuide-se. Trate de sua mente também

Ler notícias idiotas como o contador de mortes em faixa vermelha do UOL não traz nenhuma informação relevante, não te ajuda, nem a ninguém.

Tenha um horário para você, para a sua família, assista um filme, leia um livro, faça curso on-line, leia blogs inspiradores (Busca do Simples)

Seja proativo, se ficar esperando o que vai acontecer, você corre o risco de não ter tempo hábil para se recuperar.

Os itens que estão neste texto você já pode fazer. E a maioria deles sem precisar de terceiros, vamos lá coragem, tome seu tempo, mas haja.

Se você está muito apreensivo, com medo, tente relaxar, diminua sua exposição a notícias que não agregam e só disseminam o medo.

Como falei, você não está sozinho, se precisar, bata um papo com um psicologo On-line.

A liderança é posta a prova em momentos de crise. Lidere pelo exemplo, as pessoas contam com você, portanto, seja transparente e não esconda a sua vulnerabilidade ou da empresa.

Como empresário a maior angustia é não saber o que tem pelo futuro e todas as informações desencontradas, independente se são boas ou más.

Você quer saber o que vem por aí para poder se antecipar e se preparar, seus colaboradores, fornecedores também.

O que fazer?

Fazendo estas ações, você antes de tudo, está preparado para vender melhor, com mais margem e consequentemente vendas mais saudáveis.

Mas como disse o Drauzio Varela no UOL  “sua vida irá demorar a voltar ao normal”.

Logo a vida de seus clientes também, o que virão serão novas certezas, novas necessidades e até mesmo um novo olhar sobre o mundo.

Quanto mais rápido você se adaptar melhor você aproveitará .

Artigos de leitura complementar a este artigo.

“Demitir não é tarefa fácil, nem agradável”

2 “Saiba como fazer o fluxo de caixa da sua empresa”

Faça comentários,

assine nossa newsletter para receber em primeira mão os artigos e sugira pautas para discutirmos aqui,

até ao próximo artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
error: Conteúdo protegido